10/08/2018

Número de mortos em incêndios na Califórnia sobe para 10

Número de mortos em incêndios na Califórnia sobe para 10

O número de mortos nos incêndios que afetam a Califórnia subiu nesta quinta-feira para 10, após o falecimento em um acidente de trânsito de um mecânico que trabalhava no incêndio Carr, informaram as autoridades. Com um total de oito falecidos, este incêndio perto da cidade de Redding é até o momento o mais mortífero dos 20 que se registram no estado.

"Estamos tristes em informar sobre a morte de um mecânico de equipamentos pesados de CAL FIRE, da Unidade Butte, alocada ao incêndio Carr", informou o Cal Fire, o departamento estatal de proteção florestal e contra incêndios.  Esta morte se soma a outras sete, incluindo dois bombeiros, reportadas como consequência do incêndio Carr.

Outras duas pessoas morreram no incêndio Ferguson, que levou as autoridades a fecharem parcialmente o Parque Nacional Yosemite. Carr destruiu 72 mil hectares desde que começou, em 23 de julho, segundo as autoridades por uma "falha mecânica de um veículo". Está controlado em 48%. "Carr arde em um terreno íngreme e inacessível" e "representa um desafio maior para os esforços dos bombeiros", indicou Cal Fire em seu boletim matutino, destacando o calor e a baixa umidade em uma zona de pasto, mato e madeira que faz com que "a probabilidade de crescimento de incêndios aumente".

O maior incêndio da história da Califórnia, o Complexo Mendocino, queimou até agora 123.187 hectares, quase a área da cidade de Los Angeles. Formado por dois focos ígneos, Ranch e River, está contido em cerca de 50%, segundo os bombeiros. Os maiores avanços foram registrados em River, enquanto Ranch "teve atividade moderada" na madrugada e os bombeiros também conseguiram progredir em seu combate. O Holy Fire afeta uma área de quase 4.000 hectares da floresta nacional Cleveland, a 130 km de Los Angeles, e levou à evacuação de uma área com 7.000 casas e 20.500 pessoas.

Fonte: Correio do Povo / Foto: Justin Sullivan / Getty Images / AFP / CP