10/10/2019

Bombeiros trabalharam 3 horas no resgate do caminhoneiro do acidente em que morreu motorista de um carro

Bombeiros trabalharam 3 horas no resgate do caminhoneiro do acidente em que morreu motorista de um carro

Os bombeiros de Montenegro trabalharam por cerca de três horas para retirar o motorista de um caminhão, que ficou preso nas ferragens após o acidente ocorrido no início da tarde do domingo (6), em torno de 12h30, na altura do quilômetro 41 da RS 124 (faixinha do Polo), em Montenegro. Após o resgate, o caminhoneiro foi levado pelo Samu ao Hospital Montenegro.

Segundo familiares, que acompanham o resgate, Silvio Renato de Azeredo, 42 anos, de Montenegro, morador do bairro Santa Rita, transportava carga de polietileno que tinha carregado no Polo Petroquímico para levar para Curitiba (Paraná) quando ocorreu a colisão com o automóvel Corsa Classic, também com placas de Montenegro. O caminhoneiro estava consciente e conversando, mas não conseguiu sair por estar preso pelas pernas nas ferragens.

Na colisão morreu o motorista do carro, que ficou preso nas ferragens. Chegou a ter um princípio de incêndio, apagado pelos Bombeiros. Cilmar Vivaldino de Alvarenga, de 50 anos, morreu no local. Polícia Rodoviária Estadual e Polícia Civil também estiveram no local do acidente.

Após a colisão, os dois veículos saíram da pista. O caminhão tombou no barranco. O trânsito está em meia pista no local.

Fonte: Fato Novo / Guilherme Baptista